Mortes bizarras no mundo do rock!

Olá  a todos,

 

 

Neste post irei listar algumas das mortes mais bizarras no mundo do rock!

 

Vamos a lista:

cantores1

 

Randy Rhoads

Randy foi um dos guitarristas de Ozzy Osbourne e morreu prematuramente em 1982. Na rota para Orlando, Flórida, o ônibus da turnê parou na casa do motorista do ônibus, Andrew Aycock. A propriedade consistia de três casas, um hangar para avião e uma pista de pouso. No dia seguinte, o motorista, que também era piloto, chamou Randy Rhoads e Rachel Youngblood, maquiadora da equipe, para dar uma volta de avião. Voando baixo para dar um susto nos demais membros que estavam no ônibus, o avião acabou acertando a traseira do ônibus e num pinheiro, destruindo-se completamente. Ozzy Osbourne e os demais músicos chegaram a tentar socorrer as três vítimas, sem sucesso.

Segundo a biografia do Ozzy ele e Sharon estavam drogados e bebâdos demais que não conseguiram socorrer ninguém.

cantores1

Johnny Ace


Ace era um cantor de rhythm and blues de Memphis, cuja popularidade atingiu o auge na década de 1950. Johnny Ace acertou acidentalmente um tiro na própria cabeça com uma pistola calibre .22, em 1954, nos bastidores de um show. Durante vários anos, acreditou-se que ele tinha morrido ao brincar de “roleta russa”, entretanto, os membros da banda de Ace contaram outra versão. Ele havia bebido durante toda a noite e chegou a ser advertido, mas teria dito: “Tudo bem! A arma não está carregada, viu?” Antes de apontá-la para sua própria cabeça. Quando ele sorriu, a arma disparou e ele acabou morrendo imediatamente.

.
.

cantores1

Cliff Burton


Cliff Burton foi baixista original da lendária banda Metallica. Sua influência precoce foi fundamental na formação da banda.

Sua morte é cercada de especulações e controvérsias. Na turnê Master of Puppets, a banda não gostou de suas camas para domir em seu ônibus de turnê. Burton e o guitarrista Kirk Hammet tiraram a sorte para decidir quem dormiria na parte de cima do beliche, a mais confortável. Cliff dormia quando, de acordo com o motorista da turnê, o ônibus derrapou no gelo acumulado na pista e capotou. Cliff foi arremessado para fora do ônibus, que ao capotar caiu sobre ele. Curiosamente, a polícia local não encontrou gelo e aparentemente a estrada estava seca. Um detetive sugeriu que o condutor possa ter adormecido, mas ele afirmava que estava bem descansado. Assim, as circunstâncias exatas da morte de Burton provavelmente nunca serão conhecidas.

 

 

cantores1

Cass Elliot


Talvez mais conhecida como Mama Cass do The Mamas & The Papas, grupo vocal na década de 1960, Cass Elliot também morreu de forma curiosa.

Em 1974, o grupo se apresentou duas semanas seguidas em Londres, recebendo aplausos de pé a cada noite. Após o concerto final, ela se retirou para se quarto de hotel, onde morreu. A verdadeira causa da morte foi “degeneração gordurosa do miocárdio devido à obesidade”, mas imediatamente os boatos contaram algo mais estranho. Ao descobrir o corpo, a polícia observou que havia um sanduíche de presunto parcialmente comido ao lado da sua cama. Eles especularam que talvez ela tivesse sido sufocada até a morte, embora o relatório do legista viria a provar que nenhum alimento foi encontrado na sua traquéia.

 

 

cantores1

Jeff Buckley


Jeff era filho do músico Tim Buckley e uma estrela em ascensão conhecido por sua entrega apaixonada ao vocal lírico. Jeff Buckley é um dos poucos músicos cuja morte é notável, não só pela sua natureza incomum, mas também porque dizem que ele teria previsto sua própria morte em uma de suas canções.

Em 1997, Jeff resolveu dar um mergulho no rio Wolf Harbor, em Memphis. Segundo relato do seu amigo Keith Foti, Jeff desapareceu enquanto ele foi até o carro para guardar alguns objetos. Ele comentou que escutava Jeff cantando “Whole Lotta Love” enquanto nadava. O corpo do músico só foi encontrado algumas semanas depois, perto da nascente do Mississippi.

 

 

cantores1

Michael Hutchence


A causa da morte de Michael Hutchence, o homem a frente da banda INXS, tornou-se uma estranha lenda.

Segundo relatório oficial, ele suicidou-se por asfixia. Hutchence foi encontrado morto em seu quarto de hotel, em Sydney. Ele tinha um cinto amarrado no topo da dobradiça da porta, fazendo uma espécie de corda improvisada. Cocaína, álcool, Prozac e outros medicamentos prescritos foram encontrados em sua corrente sanguínea.

Após sua morte, Paula Yates, sua ex, alegou que Hutchence poderia ter se enforcado acidentalmente. Hutchence teria uma tara por sentir falta de ar durante o sexo. No dia da sua morte, ele teria tentado masturbar-se enquanto sufocava-se, mas a coisa não deu muito certo.

 

Dimebag Darell

Em 8 de dezembro de 2004, Nathan Gale iniciou um tumulto durante um show da banda Damageplan no clube Alrosa Villa, na cidade de Columbus, Ohio, e atirou em Darrell, matando-o. Após isso, ele virou-se e começou a atirar em todos os que haviam subido no palco para impedi-lo, matando também o fã Nathan Bray, que estava na platéia, o funcionário do clube Erin Halk e o chefe da segurança Jeff “Mayhem” Thompson, que trabalhavam no local. Foram baleados ainda um dos empresários da banda, Chris Paluska, e o técnico de bateria John “Kat” Brooks, que sobreviveram. 15 pessoas foram atingidas, no total. O oficial de polícia James D. Niggemeyer respondeu rapidamente com tiros, matando Nathan Gale antes que ele fugisse ou matasse mais pessoas.

Os motivos que levaram Nathan Gale a cometer o crime, nunca puderam ser completamente compreendidos, embora alguns relatem que, antes de atirar, ele gritou algo sobre a dissolução da banda Pantera, da qual o guitarrista Dimebag Darrell fazia parte. Aqueles que o conheciam afirmam que ele era um grande fã do Pantera e que ele sofria de problemas mentais, tendo inclusive sido medicado durante sua passagem pelo Exército americano, no qual serviu de fevereiro de 2002 a novembro de 2003, na Carolina do Norte, no cargo de mecânico. Especula-se que sua passagem pelo exército tenha sido problemática, pois as circunstâncias de sua saída não foram bem esclarecidas. Alguns manuscritos de Nathan revelaram que ele pode ter sofrido de esquizofrenia. Amigos seus dizem que ele chegou a ter um cachorro imaginário, o que confirmaria a tese. Entusiasta da tatuagem, foi dito que Nathan havia provocado uma pequena confusão ao tentar comprar uma máquina de tatuar na manhã daquele mesmo dia. Nathan jogava futebol americano no Lima Thunder, um time semi-profissional, e era conhecido por sempre ouvir músicas do Pantera ao se preparar antes do início das partidas.

A repercussão de seu assassinato foi grande. No Brasil, durante o Jornal da Globo, da Rede Globo, o cronista Arnaldo Jabor chamou a todos os headbangers de “violentos e sujos”. Muitas cartas foram enviadas à emissora em protesto aos comentários.

O enterro de Dimebag foi realizado em uma cerimônia fechada à imprensa. Somente a família e os amigos puderam assistir. No entanto, fãs do mundo inteiro fizeram vigília na sua casa no Texas, onde Dimebag Darell passou sua infância, em um singelo ato de respeito ao guitarrista. Darrell foi enterrado em um caixão do Kiss com uma guitarra original enviada por Eddie Van Halen.

 

Então era isso

 

Abraçs

Uma resposta to “Mortes bizarras no mundo do rock!”

  1. Cara a morte de Dimebag Darell,é a que me deixa mais triste

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: