Grigori Perelman e os Limites da Genialidade

Olá,

Imagine-se nesta situação:

Alguém chega oferecendo 1 milhão de dólares para você. De maneira totalmente honesta, alguém se propõe a reconhecer o seu trabalho e sua contribuição para o mundo lhe dando reconhecimento e uma quantia dessas… Legal né? Você, imagino eu, aceitaria sem pensar duas vezes correto?

Bom, esse cara aqui disse não.


 Grigori Perelman é um matemático Russo, conhecido como sendo provavelmente o homem mais inteligente do planeta.

Perelman ficou conhecido por achar a solução para um dos 7 Desafios do Milênio, 7  problemas matemáticos ainda sem resposta (bom, agora 6 hehe) que quebram a cabeça dos maiores estudiosos no assunto à procura de comprovações irrefutáveis de soluções.

A dificuldade é tanta que um instituto de matemática oferece 1 Milhão de Dólares a quem resolver um destes problemas… mais como um incentivo para atrair visibilidade para o tema, o Instituto Clay de Matemática (da Universidade de Cambridge, Massachusetts) criou o “Prêmio Clay”  talvez achando que ninguém fosse solucionar tais problemas tão cedo… quando foram surpreendidos por Grigori resolveu a chamada “Conjectura de Poincaré“, comprovando o que Jules Henri Poincaré (1854-1912) concebeu há mais de 100 anos até em 2003 Gregori apresentar a comprovação da Conjectura e em 2006 ter recebido o prêmio por isso…. ou melhor.. não recebido.

Sim, Perelman não só, não compareceu aos eventos, como também não aceitou a quantia oferecida a ele… Segundo o próprio, todos tendo reconhecido que a demonstração feita por ele estava correta, não havia necessidade de qualquer outra premiação, reconhecimento ou coisa do tipo…

Algum tempo depois ele recusou outro prêmio de 1 milhão, além de inumeras ofertas de trabalho  em renomadas universidades onde eram oferecidos “o salário que ele quisesse, para fazer o que quisesse pelo tempo que quisesse”.

Gregori tinha menos de 40 anos na época.

Hoje com 45 anos, ao que parece, Perelman vive com a mãe, desempregado a um bom tempo, não dá entrevistas, raramente é visto falando com outras pessoas ( o que já era comum quando trabalhava, os relatos são depouquíssimas conversas com colegas).

Em um aparente “isolamento” voluntário, Gregory abandonou até a matemática, tendo ficado “decepcionado e constrangido” com suas demonstrações.

Em uma MUITO rara entrevista, a um jornalista e diretor que irá fazer um documentário sobre ele, Perelman explica o porque da renúncia ao prêmio:

“Perelman me causou uma impressão de uma pessoa absolutamente sadia, saudável, adequada e acima da normalidade. É realista, pragmático e lúcido, mas também sentimental ao mesmo tempo e fica muito chateado sobre o que a mídia diz e escreve sobre ele”, escreveu o jornalista após a entrevista.

Quando perguntado porque recusou a receber o prêmio de um milhão de dólares, Perelman foi enfático ao responder:

– “Não estou interessado no dinheiro nem na fama, disse, indicando que sua pesquisa toma todo o seu tempo como para pensar em outros assuntos. Ademais sei como controlar o universo. Por que teria que correr atrás de um milhão de dólares?, disse.

Perelman também disse que não gosta de dar entrevistas, porque os jornalistas não estão interessados em ciência, senão em saber detalhes sobre sua vida pessoal, se ele toma banho, porque não corta as unhas e o cabelo. O cientista também se sente ofendido com o apelido dado pela mídia: Gricha.

A conjectura de Poincaré, resolvida por Perelman, é uma das maiores perguntas da topologia, um ramo da geometria que trabalha com as propriedades espaciais. Quando fala sobre o assunto Perelman se transforma:

– “Por que tivemos que lutar com a conjectura de Poincaré por tantos anos? Para dizer em poucas e simples palavras, a essência é a seguinte: se uma superfície tridimensional é reminiscente de uma esfera, então pode ser esticada e convertida em esfera. Isso é também conhecida como a Fórmula do Universo porque é altamente importante para pesquisar complexos processos físicos da criação. A conjectura de Poincaré também dá a resposta à pergunta sobre a forma do universo.

“Estou aprendendo a computar o vazio. Eu e meus colegas estamos estudando os mecanismos que enchem o vazio social e econômico. O vazio está em todas partes, pode ser computado, e isto abre grandes oportunidades. Sei como controlar o universo. Por que teria que correr atrás deste milhão de dólares?

Bom, apresentações feitas, toda essa história me fez pensar em algumas coisas…

Existem pessoas que são inegavelmente geniais, possuem algum dom e estão em outra esfera de consciência (pelo menos no assunto em que se destacam). O que parece ser um padrão é o isolamente que esses caras acabam ficando do resto do mundo…

Pessoas como Grigori, normalmente não estão nem ai para o lançamento do Ipad2, 3, 4… não querem saber se o carro que possuem é deste ano, se é que se interessam em possuir um carro… receber 1 milhão? Pra que! Ele tinha um desejo, solucionar o tal problema, tal problema solucionado, pra que mais? Vivendo com sua mãe ele tem suas necessidades de alimentação e moradia supridas, não existe sentido em buscar fama, dar entrevistas, se relacionar com as pessoas que em sua grande maioria nem entendem o real significado de suas descobertas (assim como eu).

É fácil ironizar o cara, fazer piadas sobre sua forma de vida e escolhas… mas quem disse que ele está errado? Aliás, o que é certo?

A percepção da realidade desses genios é outra, nossas coisa banais do dia-dia parecem não interessar um ovo pra esses caras.. status, conforto, alimentar o Ego, perdem o sentido quando o entendimento do universo chega a esses níveis.

Não tenho conhecimento suficiente sobre a vida do cara para saber se ele é feliz assim ou se tudo isto é uma grande barreira social para ele… li uma entrevista mais recente onde ele diz que hoje em dia um de seus objetivos é fazer amigos.. seria seu isolamento uma escolha ou uma falta de opção devido a sua genialidade?

Por ser excêntrico demais para se adaptar ao sistema social, estaria ele perdendo algo por não “desfrutar” de uma vida cheia de regalias? Isso o faria feliz?

Resumindo, acho ele alguém admirável dentro de sua genialidade! Estou certo de que nosso planeta necessita de mais pessoas como ele assim como estou certo de que eu não sou uma delas.

Estas questões estão além do ser “correto” ou “errado”, se trata simplesmente de SER. E Grigori Perelman É.

Bom, eu não recusaria o milhão, não recusaria a fama, não seria recluso abdicando da vida social.  A vida moderna e todo lixo consumista  nos rodeia desde que nascemos e nos joga do outro lado da história.

Acredito que o certo a fazer é não lutar contra o que somos.. e sim, fluir com a vida… sempre com o máximo da sua consciência desperta, não deixando você “adormecer” para o que realmente deve ter valor em sua vida, para aquilo que você busca, você tem, você teve. Eu não recusaria o milhão, porém não é aquele milhão que vai definir se minha vida será plena e feliz ou não. Eu não recusaria uma entrevista para um grande público, porém estou 100% feliz se estiver do lado da pessoa que amo hoje mesmo.

Fluir com a vida,  aceitar os contrastes e estar consciente. Nestes três pilares baseio as respostas para quase tudo.. pelo menos pra mim tem dado certo.

E quanto ao Perelman, já que não conseguimos  entendê-lo totalmente, só nos resta observar e tentar aprender o máximo que pudermos com o cara.

Abraçs

Anúncios

4 Respostas to “Grigori Perelman e os Limites da Genialidade”

  1. hakunamatata Says:

    Isso me lembrou o filme Idiocracy

  2. Um gênio louco…ou seria um louco gênio?!?!?!?!

  3. Estranho, louco, excentrico, os genios da humanidade todos tem algo disso. Cada ser e’ unico!A mente e’ complexa! Esse cara tem um QI muiito alto para matematica!A mente humana guarda muitos segredos e nunca vamos descobri-los totalmente! Quem sabe ele nao era adepto da filosofia tribal okamakammesset onde o conhecimento deve ser divulgado de maneira anonima ou ele quer ser como o sol que nao visa nenhuma recompensa,elogio, nem lucros, nem fama, simplesmente brilha…!!!

  4. “Gricha” hahahahahahaha

    Ainda bem que eu sou do jeito que sou…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: